Como vencer a preguiça?
Gostei! Quero ler mais notícias

Como vencer a preguiça?

O que você faria se não esperasse pela vontade de fazer?


A vontade, o desejo, o querer, o almejar, a motivação...
Todos esses termos são utilizados para descrever os motivos que levam as pessoas a fazer o que fazem.


Nossas vontades são inúmeras e algumas delas nos afetam com mais frequência que outras, como a vontade de comer, de beber, de dormir, de relaxar, de passear, de viajar, de checar as notificações no celular, de dar uma olhadinha nos e-mails, nas nossas redes sociais… Alguns desses itens nós queremos fazer a todo momento. Já pensou nisso?


Quando o assunto é a força de vontade, eu escuto muitas frases do tipo:


— Eu queria caminhar, mas não gosto de acordar cedo…
— Aprender inglês não é para mim.
— Não consigo tomar café da manhã, não tenho fome…
— Estou sem tempo para isso ou aquilo...


Eu resumiria tudo em: NÃO TENHO VONTADE!



Certa vez, conversando com um amigo, ele disse que até gostaria de acordar cedo para caminhar, mas o problema era que ele não tinha vontade. Eu tenho um segredo para contar:


Nossas vidas seriam diferentes se a gente fizesse o que precisa ser feito, SEM ESPERAR PELA VONTADE.


Reflexão:
Pare alguns segundos e pense em 3 coisas que, não fosse “a tal da vontade”, você colocaria em prática.




A vontade está relacionada ao esforço e, naturalmente, não gostamos do esforço e de adiar a nossa gratificação imediata em prol de um objetivo de longo prazo. O prazer imediato é muito mais atrativo, não é mesmo?


Nós temos a tendência de querer realizações SEM ESFORÇO.
Queremos um milagre, um atalho, uma pílula mágica, mas NÃO O ESFORÇO.


Mel Robbins, uma das especialistas em relacionamento e carreira, durante uma apresentação no TEDx Talk falou sobre a vontade. Segundo ela, conseguir o que queremos É SIMPLES, MAS NÃO É FÁCIL.


Você precisa se FORÇAR A FAZER, mesmo sem vontade.
Tirar aquilo que quer do plano das ideias, deixar os sentimentos de “não consigo” ou de preguiça de lado, sair da zona de conforto e fazer o esforço. Essa é a chave para fazer o que precisa ser feito.
De novo: mesmo sem ter vontade.



Talvez a vontade nunca chegue e isso pode ser superado pelo que os cientistas chamam de ENERGIA DO START ou da ativação, o esforço necessário para sair do ponto A, do só querer, e chegar ao ponto B, da realização.


Quando somos crianças, nossos pais nos mandam fazer aquilo que não temos vontade, mas precisamos fazer. Quando crescemos e nos tornamos adultos, precisamos assumir esse papel e nos FORÇAR A FAZER o que nem sempre SENTIMOS VONTADE de fazer.


Assista ao vídeo completo: How to stop screwing yourself over | Mel Robbins | TEDxSF



DICAS PARA VOCÊ DRIBLAR A FALTA DE VONTADE:


– TENHA UM COMPROMISSO COM SEU OBJETIVO
Você precisa saber o que quer, ter um objetivo: o que você quer que aconteça e o que vai ganhar com isso.


Isso funcionará como um lembrete para o seu cérebro nos momentos em que a tal força de vontade não aparecer. Por isso, o objetivo tem de estar muito claro e de preferência ser escrito, para ativar a sua memória visual também.


Por exemplo: FAZER exercícios físicos PARA GANHAR mais disposição e emagrecer.


Seja estratégico e elabore COMO colocar o seu objetivo em prática.
Estudos dizem que, para um processo de mudança, o nosso cérebro é mais efetivo quando focamos em uma ou poucas coisas de cada vez. Então defina um compromisso para começar e foque-se apenas nele.



– FAÇA UMA LISTA DAS ARMADILHAS
Com base na sua escolha, busque entender o que funciona para você e o que não funcionou antes.
Reserve um momento para fazer um estudo de tudo o que o impede de colocar as metas em ação.
Faça uma análise detalhada de todas as suas dificuldades e as armadilhas que, na maior parte das vezes, somos nós mesmos que criamos.


Exemplo – Armadilhas da caminhada:
1. “Tenho sono pela manhã”;
2. “Estou cansado à noite”;
3. “Estou com preguiça”;
4. “Está chovendo”;
5. “Está muito frio”;
6. “Está muito calor”;
7. “Tenho que ir ao supermercado”;
8. “Meu filho quer brincar comigo”;
Entre outras.



– PLANEJAMENTO
Depois da etapa de entender e relacionar exatamente o que o atrapalha, procure fazer um planejamento para atacar os 2 ou 3 pontos mais frequentes na lista.


Por exemplo: “Está muito frio” – Plano: “Vou me agasalhar e ir mesmo assim!”.
A premissa é não deixar os pensamentos atuarem no momento que precisa decidir se vai ou não caminhar.


Tente deixar tudo preparado para você não precisar decidir, reduzindo a zero o efeito da vontade. Dessa forma, a sua decisão será baseada em algo que já estava combinado, e não será momentânea.


Nessa estratégia entram 2 conceitos conhecidos como COLD STATE e HOT STATE.

Todas as suas estratégias e seu planejamento precisam ser elaborados enquanto você estiver em cold state, ou seja, nos momentos frios ou calmos, sem influência da emoção. É nessa hora que sua parte reflexiva e pensante está mais aflorada.


Quando você está no momento de tomar a decisão, o hot state, muitas vezes a vontade (ou melhor, a ausência dela) entra no comando. Se isso acontece com você, crie estratégias claras no cold state e, quando entrar no hot state, não dê atenção aos seus pensamentos. A regra é simplesmente seguir o combinado!



– DEIXE TUDO PLANEJADO

Espalhe pela casa alguns lembretes. Pode ser um bilhete ou post-it para você mesmo, escrito:
“Temos um combinado: aconteça o que acontecer, chegando do trabalho, trocar de roupa e caminhar!”.


De preferência, deixe esses bilhetes em lugares bem visíveis e de fácil acesso, como o espelho do banheiro, a porta da geladeira, a mesa da cozinha, etc.


Além do lembrete, tente deixar juntos todos os itens que você precisa para executar a meta.
Então, se a sua ARMADILHA é SE SENTIR CANSADO À NOITE, deixe tudo preparado para a HORA H: no dia anterior, deixe a roupa da caminhada arrumada, seu tênis ao lado, o gadget de música preparado, etc.


Todos os itens que você precisa para executar a tarefa estarão ali para lembrar você do combinado e facilitar a decisão!


Outra dica para “se preparar” é fazer um ensaio mental de como será quando você chegar do trabalho.
O importante é imaginar como você NÃO VAI DAR ATENÇÃO aos pensamentos ou às desculpas e DRIBLAR A VONTADE.


Leia aqui o artigo completo sobre Ensaio Mental



– APLIQUE A TÉCNICA DO PRÓXIMO PASSO

Essa estratégia é simplesmente não pensar!

Chegou do trabalho…
Qual o próximo passo? Trocar de roupa.
Qual o próximo passo? Colocar o tênis.
Qual o próximo passo? Abrir a porta.
E assim por diante.


Você deve apenas se concentrar no próximo passo. Isso ajuda a não gastar energia com as preocupações e evita que a preguiça entre em ação. Pare e pense em apenas um passinho de cada vez.


E aí, é colocar em ação, sair para caminhar e comemorar os resultados.
Sentir aquele orgulho de “eu consegui!”.


Leia aqui o artigo completo sobre a “Técnica do Próximo Passo”


O importante é você não esperar pela vontade. Simplesmente comece, faça acontecer.
Você pode aplicar esse conceito em vários aspectos da sua vida, em grandes metas ou até em um simples relatório.


Você acha que as pessoas de sucesso acordam cheias de vontade para colocar suas metas em prática?


Chegou a hora de parar de dar ouvidos às desculpas que criamos para não colocar as coisas em prática:
“Quando eu mudar de casa”; “Quando eu mudar de trabalho”; “Quando eu tiver mais tempo, aí sim vou fazer...”.


Saiba que isso é apenas um mecanismo para você aliviar a sua frustração consigo mesmo.
Tenho certeza de que existe algo que você já pensou em fazer várias vezes, algo importante, mas para o qual faltou vontade! O segredo é fazer, mesmo sem vontade.



Faça uma experiência!
Tenha como lema essa semana: “Fazer, mesmo sem vontade…”.
Deixe a vontade de lado e coloque as suas metas em prática. Eu lhe garanto: você vai se surpreender!



É claro que, para isso, essas pequenas realizações devem se tornar hábitos. Você precisa repeti-las várias vezes.
Quer saber mais sobre a formação de hábitos? Conheça o Curso Online Mudança de Hábitos.



E, se desejar, compartilhe comigo os seus resultados. Será um prazer fazer parte da sua história!
Escreva para mim: adriana@4bebetter.com.br



Gostei! Quero ler mais notícias